Prefeitura constrói escola em Nova Esperança e recupera outras três

29 de jul de 2013 - dev

As obras de construção da Escola Municipal Aliomar Baleeiro (Nova Esperança) e de reconstrução das escolas municipais Manoel Faustino (Itacaranha) e Professora Eufrosina Miranda (Lobato), além do Centro Municipal de Educação Infantil Tereza Helena Mata Pires (Alto do Cabrito), estão previstas para começar em outubro deste ano. O aviso de licitação para as intervenções foi publicado no Diário Oficial do Município da sexta-feira (26). Até a próxima semana a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Educação (Smed), também inaugura a Municipal Antônio Euzébio (Cabula), que foi completamente reconstruída.

“A construção desses novos prédios vai mudar a realidade dessas comunidades, já que todas as escolas serão construídas e reconstruídas seguindo padrões modernos de arquitetura e acessibilidade”, comemorou o secretário da Educação, João Carlos Bacelar. Ao todo, 130 escolas foram reformadas e dez construídas desde a implantação do Plano de Recuperação da Rede Física Escolar, em 2011. Atualmente, 55 unidades estão em reforma e a previsão é de reconstrução de outras 80 e construção de 15 novas.

A Escola Municipal Aliomar Baleeiro, nova unidade a ser implantada no Jardim Nova Esperança, terá 3.100 m² e o prédio terá oito salas de aula, sanitários para alunos, sanitários para portadores de necessidades especiais, sanitários para professores e funcionários, circulações, refeitório, cantina, sala de leitura, área para recreação, laboratório de informática, guarita com sanitário, quadra poliesportiva e rampa para deficiente físico. As outras três unidades serão completamente reconstruídas.

Já o novo prédio da Escola Municipal de Itacaranha terá 2.481 m² de área construída, dois pavimentos e cobertura, onde funcionará a quadra poliesportiva. Além disso são nove salas de aula, sanitários para portadoras de necessidades especiais, áreas para recreação coberta e descoberta, refeitório, sala de leitura, recreio descoberto, coordenação pedagógica, laboratório de informática, sala de material didático, sala de coordenação administrativa, guarita com sanitário, quadra poliesportiva, rampa para deficiente físico e brinquedoteca.

A Escola Municipal Professora Eufrosina Miranda terá 2.216 m² de área construída, com 14 salas de aula, sanitários para pessoas portadoras de necessidades especiais, áreas para recreação coberta e descoberta, laboratório de informática, guarita com sanitário, quadra poliesportiva e rampa para deficiente físico.

Também a ser reconstruído, o CMEI Tereza Helena Mata Pires terá seis salas de aula, berçário, sala de amamentação, sanitário para pessoas com necessidades especiais, área de recreação coberta, lactário e lavanderia. O projeto também contempla sala multifuncional, refeitório, laboratório de informática, enfermaria e brinquedoteca.