Prefeitura investe R$ 12 milhões na melhoria do mobiliário dos refeitórios escolares

18 de jan de 2024 - Jornalismo

 

A Prefeitura de Salvador está realizando a troca do mobiliário dos refeitórios das escolas da rede pública municipal para a volta às aulas 2024. As mesas e cadeiras antigas estão dando lugar a um mobiliário modular, lúdico, colorido e divertido que vai permitir que as instituições de ensino ofereçam mais conforto e segurança às crianças na hora da alimentação escolar.

Mais de R$12 milhões estão sendo investidos na iniciativa, que visa contemplar todas as unidades escolares da rede. Somente nas primeiras duas semanas do mês de janeiro, cerca de 15 escolas foram beneficiadas com a ação.

Um dos principais fatores destacados pela Secretaria Municipal da Educação (Smed) é a modelagem do novo mobiliário, que é totalmente adequado para a faixa etária dos alunos. As peças passaram por uma análise ergonômica assegurando o conforto, a segurança, a saúde dos estudantes no desempenho eficiente nas atividades escolares.

“O novo mobiliário vai trazer mais conforto para os alunos, uma vez que todas as cadeiras possuem encosto, diferente do mobiliário antigo. Além disso, o segmento infantil também será beneficiado com os conjuntos de mesas e cadeiras mais baixas, totalmente apropriado para o tamanho e a idade dos pequenos, sem deixar de citar também a parte lúdica, o colorido que as peças trazem e que combina muito com o ambiente escolar”, explica a gerente administrativa da Smed, Geusa Fabrine.

Outro fator analisado para a efetivação da troca dos equipamentos é a qualidade do produto. Os conjuntos de refeitórios adquiridos pelo município são fabricados com os mais rigorosos padrões de qualidade nacionais e internacionais, e são certificados com dez normas de qualidade, envolvendo testes de resistência e durabilidade.

Nutrição – A coordenadora da alimentação escolar do município, Juliana Garcia, reforça a importância de um ambiente adequado para uma boa nutrição dos alunos da rede. “É muito importante que os alunos tenham um refeitório adequado, com lugar para se sentar, comer e desenvolver uma educação alimentar e nutricional positiva. O novo mobiliário oportuniza que eles estejam ali com seu prato, talheres, todos juntos, comendo com concentração no e contato adequado com o alimento”, explica.

Consciência ambiental – Na construção do mobiliário é utilizada uma matéria-prima 100% reciclável, ficando de fora da fabricação substâncias como o chumbo e materiais advindos da madeira (MDF, MDP e outros), o que assegura futuramente o reaproveitamento dos componentes dos refeitórios, garantindo assim uma consciência socioambiental.

Fotos: Lucas Moura/Secom PMS

Reportagem: Letícia Silva/Secom PMS